close
Dores

Doença Renal Diabética: causas, sintomas e tratamentos

A doença renal é também chamada de Nefropatia. A nefropatia diabética é a causa número um de insuficiência renal. Quase um terço das pessoas com diabetes desenvolvem a doença renal diabética.

As pessoas com diabetes e doença renal, se saem pior do que as pessoas com doença renal sozinhas (1).

Isto é porque as pessoas com diabetes tendem a ter outras condições médicas de longa duração, tais como pressão sanguínea elevada, níveis elevados de colesterol, e sangue doença dos vasos (2,3).

As pessoas com diabetes também são mais propensas a ter outros problemas relacionados aos rins, como infecções da bexiga e danos nos nervos da bexiga (4).

Conheça as causas, sintomas e os tratamentos indicados para a doença renal diabética.

Doença Renal Diabética

A doença renal diabética, ou Nefropatia, está entre as complicações mais graves para muitas pessoas com diabetes.

Ela tem poucos sintomas precoces ou sinais de alerta, semelhantes a outras doenças associadas ao diabetes tipo 2.

Danos aos rins causados ​​pela doença renal diabética podem ocorrer por até uma década antes dos primeiros sintomas aparecerem.

A doença renal no diabetes tipo 1 é ligeiramente diferente do que no diabetes tipo 2 (6).

No diabetes tipo 1, a doença renal raramente começa nos primeiros 10 anos após o diagnóstico de diabetes (7).

No diabetes tipo 2, alguns pacientes já apresentam doença renal no momento em que são diagnosticados com diabetes (8).

Sintomas

Frequentemente, nenhum sintoma de doença renal aparece até que os rins não estejam mais funcionando adequadamente.

Os sintomas que indicam que seus rins podem estar em risco incluem:

  • Retenção de fluidos
  • Inchaço dos pés, tornozelos e pernas
  • Falta de apetite
  • Sentimento de cansaço, e fraqueza a maior parte do tempo
  • Dores de cabeça frequentes
  • Dor no estômago
  • Náusea
  • Vômito
  • Insônia
  • Dificuldade de concentração

Anormalidades no ritmo regular dos corações, devido ao aumento de potássio no sangue. Conforme o dano renal progride, seus rins não conseguem remover os resíduos do sangue.

O lixo acumula-se em seu corpo e pode atingir níveis venenosos, uma condição conhecida como uremia.

Diagnóstico

Certos exames de sangue que procuram uma química específica, podem ser usados ​​para diagnosticar danos nos rins.

Também pode ser detectado precocemente, encontrando proteína na urina. Estão disponíveis tratamentos que podem ajudar a retardar a progressão para insuficiência renal.

Por isso, se você tem diabetes, é indicado que você faça exames de urina pelo menos uma vez ano, desta forma é possível identificar se há anormalidades.

Fatores de risco

O diagnóstico precoce é essencial para preservar a boa saúde.

Se você tem pré-diabetes, diabetes tipo 2 ou outros fatores de risco de diabetes conhecidos, seus rins já estão sobrecarregados e sua função deve ser testada anualmente (9).

Outros fatores de risco para doença renal são:

  • Além do diabetes
  • Pressão arterial alta não controlada
  • Glicose sanguínea alta e descontrolada
  • Obesidade
  • Colesterol alto
  • Histórico familiar de doença renal
  • Histórico familiar de doença cardíaca
  • Tabagismo
  • Idade avançada

Causas

Ela não possui apenas uma causa específica. Especialistas acreditam que seu desenvolvimento provavelmente está associado a muitos anos de glicemia descontrolada.

Outros fatores provavelmente também desempenham papéis importantes, como a predisposição genética.

Os rins são o sistema de filtragem do sangue do corpo. Cada um é composto de centenas de milhares de néfrons que limpam o sangue do lixo.

Com o tempo, especialmente quando uma pessoa tem diabetes tipo 2, os rins ficam sobrecarregados porque estão constantemente removendo o excesso de glicose do sangue.

Os néfrons ficam inflamados e com cicatrizes, e não funcionam mais tão bem.

Logo, os néfrons não podem mais filtrar completamente o suprimento de sangue do corpo.

Material que normalmente seria removido do sangue, como proteína, passa para a urina. Muito desse material indesejado é uma proteína chamada albumina.

Os níveis de albumina do seu corpo podem ser testados em uma amostra de urina para ajudar a determinar como seus rins estão funcionando.

Uma pequena quantidade de albumina na urina é referida como microalbuminúria. Quando grandes quantidades de albumina são encontradas na urina, a condição é chamada microalbuminúria.

Os perigos da insuficiência renal são muito maiores com a microalbuminúria e a doença renal terminal (DRT) é um risco.

O tratamento para ERSD é a diálise, ou o sangue é filtrado por uma máquina e bombeado de volta para o seu corpo.

Prevenção

Doença Renal Diabética: Sucos Detox. Imagem: (Divulgação)

Reduzir a pressão arterial e mantendo o controle do açúcar no sangue, é absolutamente necessário para retardar a progressão da doença renal diabética (10).

As principais formas de prevenir a doença renal diabética incluem:

1- Dieta

A melhor maneira de preservar a saúde renal é observar cuidadosamente sua dieta.

Pessoas com diabetes que têm função renal parcial precisam ser ainda mais vigilantes sobre a manutenção:

  • Glicose no sangue saudável
  • Colesterol no sangue
  • Níveis lipídicos

Manter uma pressão sanguínea inferior a 130/80 também é essencial. Mesmo que você tenha uma doença renal leve, ela pode piorar muito com a hipertensão.

Alimentos desintoxicantes também são benéficos para limpar os rins. Por isso, separei os 10 melhores sucos para limpar seu organismo.

Antes de saber quais são as outras medidas de prevenção, clique na imagem abaixo, para receber as receitas de suco Detox e começar a desintoxicar seu corpo hoje mesmo!

Faça o Download

2- Limite o consumo de proteína

Consuma gorduras saudáveis, mas limitando o consumo de óleos e ácidos graxos saturados.

Reduza a ingestão de sódio para 1.500 a 2.000 mg / dL ou menos. Dê preferência a ervas e temperos naturais.

Limite o consumo de potássio, o que poderia incluir reduzir ou restringir a ingestão de alimentos ricos em potássio, como banana, abacate e espinafre.

Limite o consumo de alimentos ricos em fósforo, como iogurte, leite e carnes processadas.

3- Mantenha o peso ideal

Mantenha um peso saudável. Se você está com um peso saudável, trabalhe para mantê-lo fisicamente ativo na maioria dos dias da semana.

Se você precisa perder peso, converse com seu médico sobre estratégias para perda de peso saudável. Muitas vezes isso envolve aumentar a atividade física diária e reduzir calorias.

4- Evite álcool

Seu médico pode recomendar que você siga uma dieta com baixo teor de gordura e baixo teor de proteínas.

5- Pare de fumar

Se você fuma cigarros, pare imediatamente. O tabagismo pode danificar seus rins e piorar o dano renal existente.

De acordo com um estudo publicado no American Journal of Medical Science, o tabagismo é agora um fator de risco estabelecido para o desenvolvimento de doença renal (12).

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentos ricos em fósforoatividade físicaBaixo teor de gorduraCarnes processadascicatrizescolesterolcolesterol no sanguediabetes tipo 1diabetes tipo 2doença cardíacadoença renalDoença Renal Diabéticadr. juliano pimentelexames de urinafalta de apetiteglicose do sangueglicose no sangueGlicose sanguínea altaNefropatianefropatia diabéticaobesidadeperda de pesopeso saudávelpotássiopré-diabetespressão sanguínea elevadaproteínasRetenção de fluidosTabagismo

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta