close
Metabolismo

Óleo de Rícino – Benefícios para sua Saúde

Dr Juliano Pimentel

O óleo de Rícino é um óleo vegetal feito a partir da semente de mamona. O nome científico da planta de mamona é ricinus communis, por isso o nome óleo de Rícino.

As pessoas normalmente tomam óleo de mamona como um laxante, mas o óleo tem benefícios potenciais para a pele. Por isso, é usado para uma ampla gama de finalidades cosméticas e médicas.

Neste artigo você encontrará informações sobre o óleo de Rícino e discutir seus benefícios para a pele, bem como usá-lo e possíveis efeitos colaterais para esperar.

Não deixe de ler e compartilhar!

O óleo de Rícino

O óleo de Rícino é um líquido translúcido com uma tonalidade amarela. É um ingrediente ativo em uma ampla variedade de utensílios domésticos, desde produtos de limpeza até tintas.

Ele também tem sido usado para tratar uma série de condições médicas, principalmente problemas digestivos.

O óleo de Rícino é composto em ácido ricinoleico no intestino delgado. Isso acelera o processo de digestão. Embora a evidência seja menos conclusiva, o óleo de Rícino também demonstrou alguns benefícios potenciais para o rosto e para a pele.

Acredita-se que o óleo de rícino e o ácido ricinoleico aumentam a absorção na pele e às vezes são usados ​​no tratamento de várias doenças da pele, incluindo dermatoses, psoríase e acne.

Há também relatos de que o óleo de rícino promove o crescimento do cabelo, incluindo cílios, embora não haja literatura científica que suporte isso.

Ao servir como fonte de ácido ricinoléico e vários outros ácidos graxos, o óleo de rícino tem algumas propriedades que o tornam um produto de cuidado útil, especialmente para o rosto.

Benefícios

Cicatrização de feridas

A aplicação de óleo de rícino às feridas cria um ambiente úmido que promove a cura e evita que as feridas sequem (1).

O óleo de rícino estimula o crescimento do tecido, de modo que uma barreira pode ser formada entre a ferida e o ambiente, diminuindo o risco de infecção.

Também reduz o ressecamento e a cornificação, o acúmulo de células mortas da pele que podem retardar a cicatrização de feridas (2).

Estudos descobriram que pomadas contendo óleo de rícino podem ser especialmente úteis na cicatrização de úlceras de pressão, um tipo de ferida que se desenvolve a partir de uma pressão prolongada na pele (3).

Efeitos Anti-inflamatórios

O ácido ricinoleico, o principal ácido graxo encontrado no óleo de mamona, possui impressionantes propriedades anti-inflamatórias.

Estudos têm demonstrado que, quando o óleo de rícino é aplicado topicamente, reduz a inflamação e alivia a dor.

As qualidades redutoras da dor e anti-inflamatórias do óleo de rícino podem ser particularmente úteis para aqueles com uma doença inflamatória, como artrite reumatoide ou psoríase.

Estudos em animais e em tubos de ensaio revelaram que o ácido ricinoleico reduz a dor e o inchaço (4).

Um estudo demonstrou que o tratamento com um gel contendo ácido ricinoleico levou a uma redução significativa na dor e inflamação quando aplicado na pele, em comparação com outros métodos de tratamento (5).

Um componente de tubo de ensaio do mesmo estudo mostrou que o ácido ricinoleico ajudou a reduzir a inflamação causada pelas células da artrite reumatóide humana mais do que outro tratamento.

Além do potencial do óleo de mamona para reduzir a inflamação, ele pode ajudar a aliviar a pele seca e irritada nas pessoas com psoríase, graças às suas propriedades hidratantes.

Embora esses resultados sejam promissores, mais estudos em humanos são necessários para determinar os efeitos do óleo de mamona sobre condições inflamatórias.

Laxante

O Óleo de Rícino age como um laxante natural

Talvez um dos usos medicinais mais conhecidos para o óleo de Rícino seja como um laxante natural.

É classificado como um laxante estimulante, o que significa que aumenta o movimento dos músculos que empurram o material através dos intestinos, ajudando a limpar os intestinos.

Os laxantes estimulantes agem rapidamente e são comumente usados ​​para aliviar a constipação temporária.

Quando consumido pela boca, o óleo de rícino é decomposta no intestino delgado, liberando o ácido ricinoleico, o principal ácido graxo do óleo de mamona. O ácido ricinoleico é então absorvido pelo intestino, estimulando um forte efeito laxante (6).

De fato, vários estudos mostraram que o óleo de Rícino pode aliviar a constipação.

Por exemplo, um estudo descobriu que, quando os idosos tomavam óleo de rícino, eles experimentam sintomas diminuídos de constipação, incluindo menos esforço durante a defecação e menores sensações relatadas de evacuações incompletas (7).

Enquanto o óleo de Rícino é considerado seguro em pequenas doses, quantidades maiores podem causar cólicas abdominais, náuseas, vômitos e diarréia (8).

Embora possa ser usado para aliviar a constipação ocasional, o óleo de mamona não é recomendado como um tratamento para problemas de longo prazo.

No rosto

Acne: As propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias do óleo de rícino o tornam útil na redução da acne. O ácido ricinoleico pode inibir o crescimento das bactérias causadoras da acne.

Textura: O óleo de rícino também é rico em outros ácidos graxos. Estes podem melhorar a suavidade e suavidade quando aplicados à pele facial.

Aparência: Os ácidos graxos do óleo de rícino também podem promover o crescimento de tecido saudável da pele, tornando-o útil na restauração de tons de pele irregulares.

Pele sensível: O óleo de rícino tem um baixo escore comedogênico. Isso significa que é improvável que obstrua os poros da pele e reduz o risco de desenvolvimento de cravos, tornando-o apropriado para uso em pele sensível.

Preço: produtos de cuidados com a pele e, em particular, cremes faciais e óleos, podem ser muito caros. O óleo de rícino é relativamente de baixo custo e compartilha muitas propriedades similares, como promover uma aparência saudável ou umidade na pele.

Pele

Anti-inflamatório: Tanto o óleo de rícino como o ácido ricinoleico demonstraram propriedades anti-inflamatórias. Isso os torna úteis para tratar a pele irritada.

Antimicrobiano: Também pode proteger a pele de infecções bacterianas, mantendo os micróbios que podem causar doenças.

Hidratação: O óleo de rícino pode ter propriedades umectantes, o que significa que pode absorver a umidade do ar na pele, mantendo a pele hidratada.

Além disso, contém triglicerídeos que podem ajudar a manter a umidade na pele, tornando-se um tratamento útil para a pele seca.

Limpeza: Os triglicerídeos encontrados no óleo de rícino também são úteis na remoção de sujeira da pele.

Com todos esses benefícios o óleo de rícino é uma opção multiuso acessível, para ter em seu armário de remédios e manter sempre à mão.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : benefíciosdestaquedr. juliano pimentelóleo de RícinoÓleospelesaúdevsg

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta